•  

 

 

 

REGULAmento

  1. A Revista Spiridon, a Academia Militar e a APSA – Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger organizam, num percurso histórico nas Linhas de Torres Vedras, no dia 23 de Setembro de 2017, um conjunto de eventos em forma de corrida solidária e não competitiva, designados genericamente por Running-Challenge – Linhas de Torres Vedras. Com a colaboração da AREP - Associação de Resistência Equestre Portuguesa é também organizado um raide equestre que acompanha os corredores numa das provas desse dia.
  2. A descrição das várias provas e dos modos e condições de participação estão transcritos neste sítio, sob o título “As Provas”, considerando-se esses elementos como parte integrante deste Regulamento.
  3. Registo de presença – a fim de salvaguardar questões de controlo e segurança, bem como de suporte logístico a estes eventos, é obrigatório o registo dos atletas presentes individualmente ou nas estafetas, sendo que, mesmo neste último caso, corresponde a uma inscrição por cada atleta inscrito. Este registo será feito exclusivamente na página da prova (www.running-challenge.com) até ao dia 17 de Setembro de 2017 (data limite).
  4. Deverá ser feito um donativo, creditando a conta com NIBAN PT50 0010 0000 46376380002 10, no BPI, da APSA.
    1. Os valores em causa estão indicados na fixa de inscrição.
    2. O correspondente comprovativo deve ser enviado à organização para o endereço runningchallengeltv@gmail.com
    3. A APSA - Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger, emitirá os recibos correspondentes aos donativos efectuados.
    4. Das verbas angariadas, um saldo mínimo de 10,00 € por participante é garantido garantido à APSA, podendo o restante ser utilizado em despesas da organização das provas.
  5. Os atletas são obrigados a correr com dorsal em todo o percurso e estes terão de ser levantados na Academia Militar,Rua Gomes Freire 203, 1169-203 Lisboa, nos dias 21 e 22 de Setembro, entre 8:00 e as 20:000.
  6. Abastecimentos
    1. No fim de todas as etapas os atletas disporão de água para consumir no local ou encher os seus próprios recipientes.
    2. Serão divulgados oportunamente os locais em que haverá outros tipos de abastecimento.
    3. Cada concorrente tenha em atenção que deve transportar os seus próprios abastecimentos. Apenas e só para aqueles que vão percorrer de forma pedestre os 100 km em 24 horas a Organização transportará para o alto da Serra do Socorro sacos previamente preparados pelos atletas e entregues por estes à organização antes da partida.
  7. Os cavaleiros devem ainda seguir as normas constantes do Regulamento Nacional de Raides da Federação Equestre Portuguesa
  8. Organização das equipas de estafetas:
    1. As equipas que serão formadas com um mínimo de 2 participantes pedestres, apoiados por uma ou mais viaturas próprias, não havendo número máximo de elementos em cada equipa.
    2. A alternância dos atletas de cada equipa apenas poderá ter lugar única e exclusivamente nos pontos de abastecimento e controlo referidos no capítulo dos horários.
    3. As equipas podem seleccionar o número que entenderem de participantes para percorrerem cada etapa. Cada participante poderá realizar as etapas que a equipa entender.
    4. É da responsabilidade de cada equipa informar os seus atletas que este tipo de participação não é competitivo.
    5. A organização não será responsável pelo transporte dos atletas de/e para os vários locais de final de etapa, devendo cada equipa providenciar o transporte dos seus atletas.
  9. Classificações:
    1. 100 km em 24 horas: Classificação Geral.
    2. 50 km, Homem vs Cavalo; Classificação Geral da Corrida. Classificação Geral do Raide. Classificação Geral de "Homens & Cavalo", equipas formadas por um cavaleiro e uma equipas de estafetas pedestres.
    3. 15 km: Classificação Geral.
    4. Haverá ainda classificações por escalões nos casos em a a organização o julgue conveniente.
    5. Estafetas: As provas de estafetas não são competitivas.
  10. Lembramos que não haverá encerramento de estradas, pelo que os participantes terão de cumprir as regras do código da estrada sempre que aplicável. A organização conta com a imprescindível e inestimável colaboração da GNR, da PSP e da Protecção Civil para o conveniente reforço das condições de segurança.
  11. A organização providenciará um seguro aos atletas registados neste evento.
  12. Protecção de dados:
    1. Os dados dos participantes indicados no formulário de inscrição serão registados pela entidade organizadora para efeitos de processamentos nos seus eventos nomeadamente no que se refere à lista de inscritos, comunicação à seguradora do evento, classificação e notícias.
    2. Todos os participantes podem exercer o seu direito de acesso, rectificação e anulação destes seus dados pessoais enviando em email para a organização.
  13. Direitos de imagem:
    1. O participante, ao proceder à inscrição, autoriza a cedência, de forma gratuita e incondicional, às entidades organizadoras, dos direitos de utilização da sua imagem tal como captada nas filmagens e fotografias que terão lugar durante todos os eventos, autorizando a sua reprodução em peças comunicacionais de apoio.
  14. Todos os casos omissos neste regulamento serão apreciados pelo Director da prova, tendo por base o espírito da Prova, da revista Spiridon, da Academia Militar, da Associação de Resistência Equestre Portuguesa e da Associação Portuguesa de Síndrome de Asperger.